segunda-feira, 13 de março de 2017

O meu Roteiro em Londres – Day Seven, Eight and Nine

            As férias foram curtas, souberam a pouco, foram nove dias que passaram em excesso de velocidade e por isso o meu roteiro por Londres também está prestes a chegar ao fim!

07 de Fevereiro
            O despertador tocou, levantei-me e arranjei-me enquanto o meu Tio foi levar a criançada toda á escola, tomámos o pequeno-almoço e fizemos o nosso percurso habitual: fomos até ao centro de Croydon de carro e lá apanhamos o autocarro para Victoria.
            A nossa primeira paragem foi na megalómana estação de Victoria Underground de onde partem todos os dias incontáveis comboios e milhões de passageiros, é um local bastante agitado durante todo o dia mas á hora de ponta é um exagero, quase parece um ringue de encontrões e pisadelas.
            Seguimos a pé até ao Buckingham Palace onde visitei a loja de lembranças, deixei-me maravilhar por tamanha grandeza, filmei os guardas a marchar e admito que ainda tentei espreitar pelas
 janelas mas a única coisa que consegui avistar foram luzes acesas.
            De autocarro prosseguimos até Camden Town, um dos meus locais preferidos em Londres, um “bairro” bastante associado aos estilos alternativos assim como o gótico e punk, repleto de lojas com produtos diferentes e fachadas inacreditáveis, inúmeras lojas de piercings e tatuagens e mercados onde é possível perderem-se durante horas, vão encontrar bastantes pessoas com um estilo bem diferente do nosso mas extremamente simpáticos.
            É um local, que para mim, merece reservarem um dia inteiro para passearem pelas ruas, mercados e se possível entrarem em todas as lojas que vos chamem a atenção quer seja de vestuário, acessórios, lembranças, tatuagens ou doces onde
 inclusive entrei na The Chocolate Unicorn e senti-me tentada a esvaziar toda a minha carteira em guloseimas diferentes, aproveitei e depois de almoçar/lanchar chinês comprei umas mini panquecas com Nutella e morangos a um simpático vendedor de rua com o qual me deliciei no caminho até casa.

  PS: Peço desculpa pela qualidade e falta de fotografias deste dia mas a maioria está na maquina e ainda não consegui arranjar forma de as passar para o computador.







08 de Fevereiro
            Já prestes a chegar ao fim da viagem um dos últimos destinos foi Tower Bridge, a famosa ponte móvel de Londres com que sempre sonhei acordada. O mais pequenito da família fez birra e acabamos por fazer-lhe a vontade, levámos o a passear connosco mas as temperaturas desceram extremamente tornando assim impossível tirar a mão de dentro da luva sem que estas congelassem mas nem assim desistimos do passeio.
            É um local repleto de magia, lindíssimo para passear e fotografar e acredito que quando a temperatura coopera a visita lá de cima seja qualquer coisa de outro mundo mas eu não tive coragem, era demasiado frio para eu ter de enfrentar sozinha lá do alto e assim sempre aproveito e uso como mais uma desculpa para ter de lá voltar!
           As lojas de lembranças, há duas mesmo lá ao lado, tem imensas recordações bem giras e engraçadas e o palácio/fortaleza, embora não tenha lá entrado porque tempo é dinheiro (sobretudo em Londres) e eu não ia ter tempo para ver tudo, acredito que seja lindíssimo e um local forte devido á sua história.
            De volta ao quentinho acolhedor de casa voltei novamente a sair, desta vez já com o meu primo mais velho, em direção ao Kaspas Dessest um estabelecimento encantador onde é muito fácil perder o juízo com a quantidade de escolhas que temos de waffles, crepes, bolos e bebidas deliciosas e até ao momento, para mim, as melhores que já provei. Ainda dei um saltinho ao TESCO e ao Sainsbury onde comprei alguns snacks e guloseimas que trouxe para Portugal e por fim, para acabar o
dia, um saltinho ao McDonalds como despedida.













09 de Fevereiro
           
O despertador tocou e eu não queria realmente acordar, não por ter sono mas por não querer voltar, arranjei-me e fechei a mala de viagem, despedi-me dos meus primos (que não me queriam deixar voltar ou então queriam vir comigo) e tomei o pequeno-almoço, desci com as malas de viagem e segui viagem para o aeroporto. Fiz o Check-In, passei pelo detetor de metais, dei um saltinho numa loja (que como sempre não apontei o nome) para comprar uma última lembrança e fui para a porta de embarque. Entrei para o avião e refleti sobre os dias fantásticos que tive oportunidade de viver e 02:40 horas depois já cá estava eu, prestes a aterrar em terras portuguesas e a voltar á vida monótona e chata que Portugal obriga-nos a ter! 




 O roteiro da viagem chegou ao fim, mas os post’s não acabam por aqui…

Publicação em destaque

Falta Justificada

 Não! Não é isso em que estão a pensar… eu não estou a pensar em desistir do Blog!  A minha ausência é bastante notória, é verdade ando mu...

Mensagens populares