Seis Meses de Espera

            Já se passaram (quase)  seis meses, seis meses desde a última vez em que agarrei na caneta e no bloco de notas e escrevi aqui, seis meses em que prometi voltar brevemente e (infelizmente) não voltei!
            Não venho para aqui com desculpas mas a verdade é que o tempo não me deu um desconto e por isso também não abrandou, estive ausente porque a vida assim me obrigou e o mundo não está disposto a facilitar-me a vida.
            Agora que a velocidade a que levava a minha vida apaziguou, que os ponteiros do relógio parecem ter-se estragado e parado, não estou disposta a perder mais um único segundo longe daqui… estou de volta e com toda a força!



 Ainda há quem se mantenha por aqui?